HISTÓRIA DE NATAL

Versão para impressão
Mãe contando história pro filho

A história do nascimento do “Jesus Histórico” é contada por uma mãe ao seu filho.

Algumas cenas desta contação de história são mescladas com narrações da mãe e do filho, enquanto cenas de época são mostradas. 

(PS. Temos outra peça com o mesmo nome, História de Natal)

Elenco de personagens
Mãe:
Menino:
Maria:
José:
Anjo:
Hospedeiro:
Herodes:
Mago 1:
Mago 2:
Mago 3:

 

ATO I

CENA 1

MENINO: (entra correndo todo alegre, a Mãe entra logo atrás dele, toda alegre) É Natal, é Natal! Mãe, mãe, cadê meus presentes? Os presentes? O Papai Noel já passou por aqui?

(ele vê os presentes debaixo da árvore de Natal)

Mãe! O Papai Noel passou aqui em casa! Eba! Olha, ele deixou um presente pra mim! (abre o presente)

Era o que eu queria! Obaa!

MÃE: Pra você ver, filho. O Papai Noel não se esquece de ninguém. (enquanto isso, a mãe vai pegando a imagem do menino Jesus para colocar na manjedoura. Coloca a imagem no presépio) É, filho... Já é Natal! O nascimento de Jesus!

MENINO: (olhando pra mãe) Mãe, Será que o Papai Noel também visitou Jesus?

MÃE: Por quê você quer saber isso?

MENINO: Ah, porque ele também era criança, não é?

MÃE: É mesmo, mas será que ele não ganhou nada de presente?

MENINO: Ah, isso eu já não sei.

MÃE: (sentando-se no chão, ao lado de seu filho) Então senta aqui com a mamãe, que eu vou contar a história do menino Jesus pra você.

MENINO: Conta tudinho, tá.

MÃE: Tá bom, eu conto.

CENA 2

MÃE: (NARRADORA) Há muito e muito tempo atrás, quando não tinha nem tevê, nem rádio, nem nada. Há muito tempo atrás mesmo!

MENINO: (NARRADOR) Nossa, fazia muito tempo, né?

MÃE: (NARRADORA) fazia! Tinha uma jovem, chamada Maria

(entra Maria)

MENINO: ( NARRADOR) Era a mãe de Jesus, não é?

MÃE: (NARRADORA) Era sim. Ela ainda namorava José, seu futuro esposo.

(entra José com madeira, trabalhando)

Maria morava numa casinha bem pobre, bem pequeninha, mas muito aconchegante. Maria estava rezando, quando de repente, um anjo (entra o Anjo Gabriel ) entra e fala com ela.

ANJO: Maria!

MARIA: (assustada) Senhor!

ANJO: Não se assuste, Mari a. Vim te trazer uma mensagem do Altíssimo. Alegre-se, pois o Senhor Deus te escolheu e ele está com você.

MARIA: Alegrar-me? Mensagem para mim? Ora, quem sou eu para receber uma mensagem de Deus?

ANJO: Calma, Maria. Deus está muito alegre com você. ele te escolheu para ser a mãe do Redentor. Você vai ficar grávida e dará a luz a um menino, que você chamará pelo nome de Jesus. E ele será grande como Deus é grande, e será chamado de filho de Deus. Ele reinará para sempre.

MARIA: Mas como posso ficar grávida se ainda não sou casada?

ANJO: O Espírito Santo virá sobre você e Deus te envolverá. Por isso, o menino será chamado Santo e Filho de Deus. Pois para Deus, nada é impossível. Veja sua prima Isabel que mesmo em idade avançada está no sexto mês de gravidez!

MARIA: Então diga a Deus que aqui está a sua serva. Que aconteça comigo o que ele diz. O anjo vai para um canto, e Maria volta a rezar.


 

CENA 3

MÃE: (NARRADORA) Maria vai falar com José para contar da gravidez e do anjo. Porém José não acredita, discute com Maria e sai desapontado.

(José sai para um canto e aos poucos se deita para dormir.)

Pois José não queria denunciar Maria, porque ele era um homem bom. Mas também não queria ter sido feito de bobo. Então aos pouquinhos, ele foi afastando de Maria. Mas Maria queria ficar feliz, pois estava servindo a Deus. Mas por outro lado, estava com medo que José não quisesse mais se casar com ela e aceitar o filho de Deus.

MENINO: ( NARRADOR)
Se José não se casasse com Maria, então ela seria uma mãe solteira?

MÃE: (NARRADORA) Sim, mas naquele tempo, quem fosse mãe solteira era muito discriminada, podia ser até apedrejada.

MENINO: ( NARRADOR) Nossa!Então o que aconteceu?

MÃE: (NARRADORA) Então, sabendo que José estava confuso, pois a barriga de Maria crescia e eles ainda nem eram casados, Deus enviou o anjo novamente, mas desta vez, o anjo apareceu para José, durante seu sonho.

(o anjo volta, e cutuca José que está deitado.)

ANJO: José, filho de Davi, não tenha medo em receber Maria como teu esposa, pois a criança que ela espera é fruto do Espírito Santo de Deus. E será um filho homem, que você chamará de Jesus, pois ele salvará o seu povo dos seus pecados.

(José ronca. O anjo sai.)

MÃE: (NARRADORA) Então, acordando, José vai até Maria e aceita-a como esposa, assim como Deus havia mandado.

JOSÉ: Me desculpe, Maria. Deus veio e falou comigo durante meu sonho, e me revelou a verdade. E eis que aceito ser pai do Filho de Deus. Que se faça em mim o que Deus quiser. Sou teu José, Senhor.

MENINO: ( NARRADOR) Era verdade que José era pobre, mãe?

MÃE: (NARRADORA) Sim, José era carpinteiro, trabalhava com madeira. Era uma pessoa simples, mas confiava bastante em Deus.

MENINO: ( NARRADOR) Tô vendo.


 


 

CENA 4

MÃE: (NARRADORA) Então uns dias antes do nascimento de Jesus, José chegou para Maria e deu uma notícia:

JOSÉ: Maria, andando pelas ruas hoje, fiquei sabendo que o imperador romano César Augusto decretou um recenseamento

MENINO: ( NARRADOR) O que é recenseamento?

MÃE: (NARRADORA) Recenseamento quer dizer contagem de pessoas.

JOSÉ: Então, Maria, precisaremos ir à Belém, para lá eu me registrar.

MARIA: Belém? mas José, estou grávida...

JOSÉ: Maria, a profecia diz que o Messias deverá nascer em Belém, na Judeia, a cidade de Davi.

MARIA: Como Deus planeja tudo tão bem.

JOSÉ: Vamos, Maria. Arrumemos nossas coisas porque a viagem levará de quatro a cinco dias a pé, e não será fácil.

(José e Maria saem de cena, Maria coloca a barriga)

MENINO: ( NARRADOR) A pé? Eles não tem carro, mãe?

MÃE: (NARRADORA) Jesus nasceu numa época que nem carro tinha.

MENINO: ( NARRADOR) Nossa, então faz muuuuuuuito tempo mesmo.


 


 

CENA 5

MÃE: (NARRADORA) Então José e Maria caminharam até a cidade de Belém, e chegaram lá numa noite, já bem tarde. José então saiu em busca de algum lugar que eles pudessem passar a noite. Ele bateu palmas num hotel, mas o dono do hotel falou que já estava tudo lotado.

MENINO: ( NARRADOR) Que azar!

MÃE: (NARRADORA) Mas José não desistiu. Bateu em outros muitos lugares, outros hotéis, mas também não conseguiu nenhum lugarzinho para ficar.

MENINO: ( NARRADOR) Que dó! E daí mãe? Que aconteceu?

MÃE: (NARRADORA) Foi então que José bateu no último Hotel da cidade de Belém:

MARIA: (aflita) José! O menino está para nascer!

JOSÉ: Calma, Maria! Confie! O Senhor está conosco!

JOSÉ: (bate palma na última porta e o hospedeiro aparece) Por favor, estamos com frio, será que o senhor não teria um lugar para passarmos a noite?

HOSPEDEIRO: Desculpe senhor, mas não temos mais lugares.

JOSÉ: Minha esposa está grávida, precisamos de um lugar para descansar. Estamos viajando há quatro dias!

HOSPEDEIRO: Já disse que minha hospedaria está lotada. Mas, não querendo ofender, poso conseguir um lugar para passarem esta noite

JOSÉ: Por favor, senhor, ficaremos muito agradecidos.

MENINO: ( NARRADOR) E pra onde o hospedeiro levou os pais de Jesus?

MÃE: (NARRADORA) Surpresa... Já já eu conto, antes preciso contar uma outra história que acontecia na cidade, enquanto os pais de Jesus estavam procurando um lugar pra ficar.


 


 

CENA 6

MÃE: (NARRADORA) Era dentro de um palácio, onde estava o rei Herodes, um rei muito egoísta, que recebeu velhinhos que diziam ser magos.

MENINO: ( NARRADOR) Velhinhos? O papai Noel é velhinho, não é, mãe?

MÃE: (NARRADORA) Deixa eu continuar a história, filho. Os três velhinhos...

MENINO: ( NARRADOR) Três Papai Noel!?!?!? Que legal!

MÃE: (NARRADORA) (tosse) Quer dizer, os três reis-magos chegaram no palácio do rei Herodes procurando pelo local do nascimento de um novo rei.

MENINO: ( NARRADOR) Pelo lugar onde Jesus ia nascer?

MÃE: (NARRADORA) Que menino sabido!

HERODES : Bom, é de meu conhecimento que vocês estão à espera de uma estrela que os conduzirá ao local do nascimento de um novo rei, ou eu estou errado?

MAGO 2 : Claro que não. Você está certo!

MAGO 3 : Nós até já vimos a estrela do Oriente indicando o lugar que o rei dos Judeus nascerá. Nós queremos adorá-lo, mas não sabemos ao certo o local onde ele está.

HERODES : Bom, eu os estimulo a continuarem procurando. Eu também estou ansioso por encontrar tal lugar e tal rei. Como já perceberam, eu também sou rei. E nada melhor que um rei homenagear outro rei, mesmo que ainda seja um reizinho, pequenininho e tão bonitinho... E quando vocês o encontrarem, não se esqueçam de me chamar também. Além disso, quero dar a este rei uma oferta generosa!

MAGO 1 : Não será preciso. Já temos presentes. Eu trago comigo ouro.

MAGO 2 : Eu, incenso.

MAGO 3 : E eu, mirra.

MENINO: ( NARRADOR) Mirra? o que é mirra, mãe?

MÃE: (NARRADORA) Mirra é uma espécie de perfume da época.

MENINO: ( NARRADOR) Mas porque não levaram uma bola de presente?

MÃE: (NARRADORA) Porque Jesus era ainda um bebezinho.

MENINO: ( NARRADOR) Ah bom. Mas depois ele ganhou uma bola, né?

MÃE: (NARRADORA) (duvidosa) É....

HERODES : Ora, meus caros magos. Vocês também são reis, ou não são?

MAGO 1, 2 E 3 : Não! Somos apenas magos!

HERODES : Então deve ser por isso que vocês não sabem o que, nós reis, gostaríamos de receber. Posso fazer com que seus presentes, esse potinho de ouro, e uma quantidade mínima de incenso e mirra, sejam transformados num baú cheio de tesouros com muita variedade de pedras preciosas, além de uma perfumaria completa e um incensário de fazer inveja a qualquer negociante de perfumes e incensos. Fiquem tranquilos. Eu estou com vocês (risos)

Bom, podem ficar nas dependências de meu palácio o quanto quiserem. Vão decidindo aí o que é melhor. Enquanto isso, vou no meu quarto fazer uma oração ao Deus dos Judeus, pois além de generoso, também sou judeu. Vou orar para que ele me mostre logo onde é que está este reizinho, pequenininho, bonitinho, cute-cute... (risos)

(sai de cena)

MAGO 1 : Esse Herodes é meio estranho.

MAGO 2 : Achei mesmo.

MAGO 3 : Concordo. Bem, amigos magos, vamos embora daqui em busca da indicação do caminho. E me parece que aqui, nós não voltaremos. Vamos!


 


 

CENA 7

MENINO: ( NARRADOR) Mãe, mas eu ainda quero saber pra onde o moço do hotel levou os pais de Jesus.

MÃE: (NARRADORA) Ele levou os pais de Jesus para um estábulo.

(entram o Hospedeiro com lamparina que leva José e Maria para o estábulo)

MENINO: ( NARRADOR) Que que é estábulo?

MÃE: (NARRADORA) É um lugar onde ficam os animais numa fazenda.

MENINO: ( NARRADOR) Eles estavam numa fazenda?

MÃE: (NARRADORA) É que na época de Jesus, eles usavam os animais como meio de transporte. E eles usavam o estábulo para guardar os animais à noite.

MENINO: ( NARRADOR) Ahh, sim...

MÃE: (NARRADORA) (O hospedeiro chega ao estábulo e deixa José e Maria lá) E aí chega o grande momento do Natal! O hospedeiro deixa José e Maria no estábulo.

MENINO: ( NARRADOR) E aí? Que acontece?

MÃE: (NARRADORA) Agora é a hora que Jesus nasce.

MUSICA "NOITE FELIZ" (ou qualquer outra do gênero natalino e/ou nascimento de Jesus)

(Enquanto toca a musica, Maria deita no chão, tira a barriga com ajuda de José, pega a boneca e passa pra Maria, e vai buscar a manjedoura

(debaixo do banco da igreja com o bebê de verdade [se houver bebê de verdade] então volta, Maria põe a boneca na manjedoura e José tira o

bebê da manjedoura e passa-o pra Maria que fica segurando, repõe na manjedoura, até acabar a musica!)

ACABA-SE A MUSICA

MENINO: ( NARRADOR) Mãe, e os três velhinhos? os três reis-magos?

MÃE: (NARRADORA) Eles aparecem logo depois que Jesus nasce. Eles vêm guiados pela estrela,

(Entram os três reis-magos. E chegam até onde Jesus-bebê está!)

E então , eles chegaram onde Jesus estava, ajoelharam-se e adoraram-no. Depois eles entregaram os presentes para Jesus.

MENINO: ( NARRADOR) Ah, então Jesus também ganhou presentes de natal! Se bem que o Natal significa o nascimento de Jesus! Então pode dizer que Jesus ganhou presente de Natal e de aniversário! Olha que sortudo!

MÃE: (NARRADORA) E fim! Terminou nossa história de Natal. Agora vamos, dormir que já está tarde.

TOCA OUTRA MUSICA DE NATAL!!!

(enquanto a Mãe e o Filho saem de cena, pela lateral! )

FIM


 

Fonte WEB, de uma página que não está mais disponível

Diversos: