IGREJA???

Versão para impressão

Peça que aborda comportamentos negativos de membros de uma igreja de modo sugestivo e irônico.

Figuras estereotipadas, como as do pastor e do obreiro aproveitadores, as de membros ingênuos, maldosos e dissimulados, são aludidas, fazendo com que o espectador fique alerta sobre o fato de que essas condutas pecaminosas deporão contra esses membros hipócritas no dia da volta de Jesus e do juízo final.

Pastor entra lendo a bíblia, passa uma moça e ele olha.
Ele senta e chega uma irmã dizendo:
IRMÃ – Pastor, que bom encontrar o Senhor!! Queria muito conversar. É que eu vi aquela irmã Maria, de papo com o dono daquele bar, que ficam aquelas mulheres, sabe?
PASTOR - É mesmo ???????? Meu Jesus... Mais o quê, irmã?
IRMÃ - Sabe aquela irmã que fica sentadinha ali naquele banco? Eu a vi com um “shortinho” desse tamanhinho, ó!
O PASTOR OLHA BEM ONDE ELA VAI COLOCAR AS MÃOS E FICA BOQUIABERTO
PASTOR – Irmã, temos que orar e vigiar ... Se a senhora puder me avisar de outros pecados que estão sendo cometidos por membros da nossa igreja, eu agradecerei.
IRMÃ - É claro pastor! Estou aqui para fazer a obra do Senhor.
Saem os dois
Entra um obreiro, todo cheio de si.
Entra uma irmã perturbada e diz:
IRMÃ PERTURBADA- Obreiro José, me ajude!
JOSÉ - É lógico, minha irmãzinha querida (ABRAÇA COM “FERVOR”)
IRMÃ PERTURBADA - É que eu não consigo deixar de ver aquela novela, não sei o porquê!
JOSÉ - Mas eu sei... Vamos orar... Na minha casa de madrugada... Você sabe que Deus faz a obra é nas madrugadas, né? Sendo ainda duas pessoas orando, aí que ele vai responder mesmo. Já posso sentir aqui! Ai, Papi!
IRMÃ PERTURBADA - Sim, eu vou. Espere por mim lá.
Ela sai e o obreiro faz cara de quem conseguiu algo.
Chegam dois rapazes e começam a dizer alto:
RAPAZ1 - Eu não aguento mais o pastor! Ele fala demais! Sem falar que se veste mal...
RAPAZ2 - É mesmo! Ele é muito enjoado, mas tem muito dinheiro e isso é que me faz fingir ser um servo fiel...
RAPAZ1 – Ih! Olha quem vem! Vamos sair, antes que ela venha até nós!
Saem correndo.
Entra uma moça com o envelope do dízimo dizendo:
DIZIMISTA???: - Já faz dois meses que não dou o dízimo, mas juntei dinheiro e hoje vou dar
Passa uma pessoa do mesmo sexo e a moça exclama :
DIZIMISTA???: – Nossa! Que saia! Que blusa linda! Quero comprá-la. Aiaiaiai... Vou agora (RASGA O ENVELOPE DO DIZIMO E SAI CORRENDO)
Saem todos de cena.
Ouvi-se barulhos de trovões, raios e entra Jesus
ANJO: Eis que é chegado o dia. Temei a DEUS e dai-lhe a glória, porque vinda é a hora do Seu juízo.
Adorai aquele que fez o céu, a terra, o mar e as fontes das águas.
JESUS: Eu Sou o alfa e o ômega, o princípio e o fim, o primeiro e o derradeiro.
Bem aventurado aqueles que lavam suas vestes no sangue do Cordeiro, para que tenham direito a árvore da vida e possam entrar na cidade pelas portas. É chegada a hora!
ANJO: Digno és de tomar o livro e de abrir seus selos, porque fostes morto e com Teu sangue, comprastes para DEUS homens de todas as tribos, línguas, povos e nações.
Um por um as pessoas vão dizendo as coisas boas que fizeram. Jesus se vira para casa uma delas e diz:
 
JESUS: Digo-vos, que não sei de onde vós sois. Apartai-vos de Mim, vós todos que praticam iniquidades. Bem que quiseram entrar no reino dos céus, mas são sujos como cães. Por sua infidelidade, prostituições e por aceitarem tudo o que o mundo oferecia, dizendo depois que eram cristãos e que acreditava em mim, eu, um Deus vivo, agora por isso lhes digo:
Não vos conheço, vão para o lago de fogo e enxofre. Afastem-se de mim!
No final, o narrador diz algo relacionado ao que estamos fazendo para não sermos julgados com o mundo.

 

Diversos: