MÃE

Versão para impressão

MÃE - Teatro Cristão Além de uma mensagem sobre o amor de um filho pela sua mãe, essa pantomima equilibra passado e presente ao fazer os protagonistas relembrarem um passado de carinho e dedicação, mas que, pelas correrias do cotidiano, termina não surgindo através de palavras, gestos ou olhares.

Enquanto tantas mães esperam ansiosamente por aquela oportunidade única de estar ao lado de seus filhos, estes, por muitas vezes, deixam-se levar pelas obrigações com tantas outras pessoas e consigo mesmos e esquecem de passar alguns momentos ouvindo e compartilhando com a pessoa que foi e sempre será essencial para ele ser quem é.

Dramaturgia: Márcio M. Andrade
Cantor/Compositor: Sérgio SAAS
Álbum: És Meu Herói

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Introdução - Mãe – Presente está em cena, sentada à uma mesa do lado direito do palco, usando vestido, pantufas, óculos, cabelo preso, xale de lã. Na mesa, dois pratos, talheres, copos, guardanapos, vaso de flores, duas cadeiras – em uma, Mãe está sentada; na outra, um álbum de fotos antigo. Mãe Presente espera ansiosa pelo Filho - Presente. Cristo está junto a ela, em pé, olhando atentamente para ela.
 
Mãe, tanta coisa aconteceu
Mãe, tanto tempo se passou e eu – Mãe – Presente começa a olhar para o relógio, perdendo as esperanças.
Não sou mais um menino, eu cresci. – Mãe – Presente acaricia uma das flores no vaso, triste, vendo-a murchar.
 
Mãe, as lembranças me acompanham - Filho – Presente entra, apressado, - usando terno e gravata e carregando uma pasta e falando ao celular.
Eu tentei, resistir e esquecer, - Filho – Presente deixa um pacote de presente e sai rapidamente , dizendo que está atrasado e tem muito trabalho a fazer naquela noite.
Mas pensei, o que seria de mim– Cristo decepciona-se com a atitude de Filho Adulto e sai.
Sem ti. – Mãe – Presente fica mais triste ainda e começa a chorar.
 
Sem teu cuidar, sem teu carinho, Mãe - Presente vai até a outra cadeira e pega o álbum de fotos.
Sem tua atenção estou sozinho, - Mãe – Presente começa a ver um álbum de fotos e a sorrir ao lembrar de Filho Criança
Mamãe, não posso viver sem você. – Mãe – Presente começa a acariciar a imagem de Filho no álbum, chorando e sorrindo ao mesmo tempo.
 
Refrão
Mãe, quero te encontrar e te abraçar – Filho – Passado entra - usando bermuda, boné, sandália e com um avião de brinquedo nas mãos - e começa a brincar perto dela, feliz, no lado direito do palco.
Mãe tenho tanta coisa pra falar - Mãe – Presente volta-se para Filho - Passado, estranhando o que acontece, mas sorrindo. Ela olha de volta para o álbum e olha para ele, concluindo que aquela imagem é seu filho.
Não quero mais de ti me separar (nunca mais) – Mãe levanta-se e vai na direção de Filho – Passado.
Mãe, eu te amo! – Filho – Passado sai, brincando com o avião. Mãe – Presente observa sua saída e volta para a mesa.
 
Mãe, um espelho me revela - Filho - Presente chega ao trabalho – piso inferior do lado direito. Cristo entra pelo lado esquerdo e começa a observar Filho – Presente.
Que o tempo da aquarela já passou – Filho – Presente, depois de deixar a pasta ao lado da mesa, começa a digitar no teclado, enquanto fala ao celular.
E eu não posso voltar atrás. – Filho – Presente levanta-se para checar um dos papéis que está em suas mãos. Sai de cena pelo lado esquerdo.
 
Perdão, por estar sempre ocupado – Cristo pega uma caixa que estava escondida e deixa sobre a mesa de Filho – Presente.
e não ter visto o tempo passar. – Cristo, sorrindo, sai.
A saudade faz um homem chorar. – Filho - Presente volta e vê a caixa, olhando para os lados, desconfiado.
 
Pois sinto falta da tua voz – Filho – Presente abre a caixa enquanto fala ao celular.
De te ouvir numa canção – Surpreende-se ao ver o que tem na caixa e desliga o celular.
do teu olhar, do teu sorrir – Começa a tirar da caixa alguns brinquedos e lembranças começam a surgir lembranças de sua infância.
Ensinou-me a primeira oração – Pega o avião usado por Filho – Passado – porém, mais desgastado -, sorrindo e levanta-se pra sair.
 
Mãe quero te encontrar e te abraçar – Mãe – Passado, entra, varrendo o piso superior.
Mãe tenho tanta coisa pra falar - Mãe – Presente olha para ela, com estranhamento e felicidade, passando a mão pelo próprio rosto.
Não quero mais de ti me separar
Mãe, eu te amo! – - Filho - Passado entra, chorando, pra abraçar Mãe Nova e pedir pra cuidar dele, pois ele caiu no chão e está com o joelho arranhado.
 
Mãe, quero ter você sempre por perto – Mãe – Passado observa o menino e vai até ele.
Mãe, sempre aguardou o meu regresso - Mãe – Passado, calma e sorridente, acaricia o rosto do menino, enxugando suas lágrimas e dizendo que vai resolver tudo.
Não quero mais de ti me separar – Mãe – Passado dá um beijo nos seus dedos e toca os mesmos dedos no joelho de Filho.
Mãe, minha mãe, eu te amo! - Abraça-o, carinhosamente. Ambos saem, felizes, pelo lado direito. Mãe – Presente observa sua saída e senta-se à mesa, triste.
 
Sempre me amou, me educou – Cristo entra - pelo piso superior e lado direito -, observando Mãe – Presente. Mãe – Passado entra pelo piso inferior, varrendo.
Por mim orou, me ensinou – Cristo acaricia os cabelos de Mãe - Presente sem tocá-los. Filho – Passado entra pelo piso inferior, escondendo uma rosa atrás de si.
Sempre me amou, me educou – Filho – Presente entra discretamente no piso superior. Cobre os olhos da mãe com as duas mãos e, em seguida, mostra-se para ela. Filho – Passado chama Mãe Passado, puxando a barra de seu vestido. Ela sorri.
Me ensinou, por mim orou – Mãe – Presente levanta e abraça Filho – Presente. Mãe – Passado abaixa-se e abraça Filho – Passado.
Mamãe, te amo – Cristo estende as mãos para ambos, abençoando-os.
 
O GRUPO: Ministério Yeshua de Artes Cênicas O BLOG
Ministério Yeshua de Artes Cênicas NO YOUTUBE

 

Estilos: 
Diversos: