MÃOS VAZIAS II

Versão para impressão

A Bíblia nos fala em Mateus 20.25,30,35, sobre a vinda de Jesus Cristo.
Ao lermos este texto, ficamos realmente desejosos de saber quando Jesus voltará.
Mas eu gostaria de lhe fazer um pergunta:
Como está a sua vida? O que você tem feito para Jesus?
Gostaria que refletisse bem a respeito disto, pois a volta de Jesus será num dia e numa hora que ninguém sabe.

Agora, imagine se de repente tudo escurecesse... e você ouvisse uma voz dizendo:

Há mais duas versões no site MÃOS VAZIAS III

Narrador -- A Bíblia nos fala em Mateus 20.25,30,35, sobre a vinda de Jesus Cristo. Ao lermos este texto, ficamos realmente desejosos de saber quando Jesus voltará. Mas eu gostaria de lhe fazer um pergunta: Como está a sua vida? O que você tem feito para Jesus? Gostaria que refletisse bem a respeito disto, pois a volta de Jesus será num dia e numa hora que ninguém sabe. Agora, imagine se de repente tudo escurecesse... e você ouvisse uma voz dizendo:Luzes se apagam de repente.

 Voz -- Jesus está voltando! Jesus está voltando!

 Luzes se acendem e Jesus entra.

 Narrador -- O que você teria a apresentar? O que você faria nesta situação em que se encontra, se Ele surgisse chamando o seu nome e dizendo:

 Jesus -- Sara, apresente-se a Mim, mostre-Me tuas mãos.

 Sara entra.

 Sara -- Mestre amado, aqui estou para minhas mãos Te mostrar. Trago marcas da seara que me deste a ceifar. Eis minhas mãos.

 Jesus -- Filha, Eu sei que teu trabalho foi árduo, sei que lutas surgiram. Mas entra em Meu Reino, foste fiel, teu lugar já está preparado.

 Sara vai para um lugar atrás de Jesus aguardando a sua entrada no Reino.

 Jesus -- Felipe, mostre-Me tuas mãos.

 Felipe entra.

 Felipe -- Oh, Senhor! Que bom ver o Teu rosto, contemplar a Tua face. Por tudo que sofri esta é a maior recompensa. Fui abandonado e traído por Te seguir, perdi minha mãe, amigos e familiares. Trago em minhas mãos as marcas do que sofri.

 Jesus -- Filho meu, teu sofrimento não foi em vão, muitos através de você conheceram a salvação. Aqui não haverá mais dor, Eu limparei de teus olhos toda lágrima. Filho meu, tão amado... Eu também marquei as minhas mãos em nome do amor. Entra em Meu Reino, receba teu galardão.

 Felipe vai para onde está Sara.

 Jesus -- Clara, mostre-Me tuas mãos.

 Clara entra.

 Clara -- Jesus, tenho vergonha de me apresentar. No entanto, sei que vais me aceitar. Sabe, eu poderia ter feito mais, muito mais, mas acabei me acomodando e fiquei limitada ao banco da igreja, quando tanta coisa havia para se fazer. Eis minhas mãos.

 Jesus -- Filha minha, quantos foram iguais a você, por isso retardaram a Minha volta. Muitos não entendem por quê é que as estrelas brilham, porque nunca olharam para o céu. E você não pode saber o que é ter uma vida cheia do Espírito, porque nunca desejou crescer. Mas creste em Meu Nome, por isso, entra em Meu Reino.

 Clara vai para onde estão Sara e Felipe.

 Jesus -- Vitória, apresente-se a Mim, mostre-Me tuas mãos.

 Vitória entra.

 Vitória -- Senhor, Tu és Altíssimo e eu Te louvo. Como é bom poder me apresentar a Ti. Mestre, fui na terra uma luz, Teu Nome foi anunciado por mim. Mas... tropecei Senhor, senti-me fraca na fé, apanhada pelos problemas que surgiram diante de mim. Tu, ó Glorioso Senhor, foste Fiel e não me abandonaste, por isso, eis minhas mãos.

Jesus -- Filha, Eu jamais abandonei os meus. Às vezes, quando tudo está bem, sou deixado de lado, colocado em segundo plano, sou o depois. Mas nunca abandonei os meus filhos. Momentos de fraqueza, todos podem passar, mas abandonados por Mim, jamais! Eu que sofri tanto por vocês, iria bani-los de Mim quando mais precisam? Não. Eu posso entender que tenha se sentido fraca, mas foi na Minha Palavra, a Bíblia, que encontraste forças e, através da oração, pude falar ao teu coração. Entre em Meu Reino, tenho um lugar preparado para você.

 Vitória vai para onde estão Sara, Felipe e Clara.

 Jesus -- Ana, mostre-Me suas mãos.

 Ana não entra, Jesus aguarda um momento e fala novamente.

 Jesus -- Ana, onde você está? Quero ver tuas mãos.

 Ana -- (Fala de onde está) Jesus, Jesus... eu não posso me apresentar.

 Jesus -- Ana, mostre-Me tuas mãos. Por que te escondes?

 Ana vem se aproximando de Jesus devagar, enquanto fala.

 Ana -- Jesus... Jesus... eu não posso me apresentar, voltaste tão depressa e eu não pude me preparar.

 Jesus -- (Com voz triste responde) Ana... (Jesus é interrompido por Ana).

 Ana -- (Em desespero) Perdão Senhor! Perdão... mas eu passei todo o tempo duvidando que voltarias. Ouvi falar do Teu Nome, do Teu amor por nós, e um dia até levantei a mão, mas... mas estava muito preocupada comigo mesma, eu não pensei que voltarias realmente. Jesus, eu acreditei nas pessoas, fui traída e enganada, contraí dívidas, deixei-Te de lado... mas Jesus, eu preciso me salvar! Eu preciso... (Ana é interrompida por Jesus)

 Jesus -- Ana, Ana... quantas vezes Eu te livrei da morte, quantas vezes Eu te mostrei o caminho certo e tu não quiseste seguir. Ana, quantas vezes enganava-te a ti mesma dizendo que eu não voltaria. Ana, Eu voltei! Voltei para buscar aqueles que são Meus. E você Ana... você não está entre eles, por isso afaste-se de Mim, você teve todo o tempo do mundo e não aproveitou. Afaste-se de Mim Ana! Afaste-se de Mim!

 Ana -- (Desesperada, chorando, implora) Jesus! Eu não quero morrer! Eu não quero padecer na escuridão! Por favor Jesus... Jesus me salve! Eu não quero morrer! Minhas mãos... minhas mãos estão vazias... Jesus, Jesus me salve...

 Começa a tocar um fundo musical de terror, enquanto Ana fala com o público, Sara, Felipe, Clara e Vitória ajoelham-se aos pés de Jesus. Jesus sai e Sara, Felipe, Clara e Vitória seguem a Ele, como es estivessem entrando no Reino. Ana tenta entrar mas sente que algo a impede.

 Ana -- (em completo desespero) Onde estão meus pais? Meus amigos? Vocês não falaram que eu podia sempre contar com vocês? Onde estão agora? Eu estou sozinha... estou nas trevas...

 No final, os demônios entram devagar e vão cercando Ana. Ana tenta fugir dos demônios mas não consegue porque eles a cercaram por todos os lados. Ana, gritando, rodeada por demônios perto dela, cai no chão. Os demônios tiram a camisa branca de Ana (que está por cima da camisa preta), suspendem ela bem alto, e levam Ana para fora, que sai gritando em desespero, carregada pelos demônios, como se estivessem indo para o inferno.

 Há uma pausa, então o narrador fala:

 Narrador -- Meu amigo, meu irmão... eu não sei quem você é, nem com está a sua vida. Mas de uma coisa eu sei: Jesus voltará. O dia e a hora, não importa. Pode ser hoje, agora. Mas... o que você iria apresentar a Ele? Pense bem. Desperta agora, enquanto há tempo, pois caso contrário, no dia do Juízo Final, ouvirás Jesus dizendo: Afasta-te de Mim, vá para o fogo eterno!

 Há uma pausa e, em seguida, Jesus dirá em oculto:

 Jesus -- O céu e a terra passarão, mas as Minhas palavras não hão de passar...

 Entra o grupo de louvor e apresenta uma música referente ao texto 

 

 

Diversos: