O MERCADOR DE VASOS

Versão para impressão

Um vendedor de vasos, um comprador, vários vasos, diversos materiais...
A escolha do vaso a ser levado, análise das características, vantagens e desvantagens...

Cena 1
Um vendedor de vasos esta anunciando os seus produtos em voz alta mostrando as variedades de vasos que ele possui.
MERCADOR: Se você estar procurado vasos para decoração ou utensílios o lugar é aqui! Eu tenho todos os tipos de vasos para vender: vasos grandes, médios e pequenos. De ouro, prata, porcelana ou de barro, aqui tenho os melhores preço da cidade! VASOS SÃO COM O MERCADOR DE VASOS...
(comprador entra em cena)
COMPRADOR: Com licença é aqui que vende vaso?
MERCADOR: Sim, eu tenho todos os tipos de vasos pra vender.
COMPRADOR: É que eu estou procurando um vaso especial, eu tenho um grande banquete pra fazer e preciso de um vaso pra usar neste banquete.
MERCADOR: É só você me diz que tipo de vaso você precisa.
COMPRADOR: Então, eu preciso de um vaso bonito, resistente, apreciável e que possa caber bastante coisa no seu recipiente.
MERCADOR: Realmente você é muito exigente, vamos fazer o seguinte, eu vou te mostra cada vaso e vou dar as qualidades de cada um deles aí você me diz qual se enquadra no seu gosto.
MERCADOR: Esse é um vaso de ouro puro, o mais caro que eu tenho aqui, ele é muito bom pra decoração, mas só que é muito pesado, e não pode ser usado para usos domésticos só serve para enfeite.
Esse outro é um Vaso de prata, serve tanto para decoração como pra uso, só que é necessário polir ele constantemente, pois ele perde o seu brilho muito fácil.
Esse é o vaso de porcelana o mais vendido aqui na minha loja, ele é muito requisitados para decorações de casas, empresas e principalmente igrejas, constantemente vários pastores vêm aqui pra comprar esse tipo de vaso.
Todos esses vasos nós temos nos tamanhos grade e médio, os vasos pequenos nós paramos de vender, por causa sua falta de procura.
COMPRADOR: meu caro mercador você se esqueceu de me mostrar aquele ultimo vaso.
MERCADOR: há aquele você não vai se interessar, já foi devolvido três vezes, ele tá apresentando algumas rachaduras nos lados, e ele é muito velho e pequeno, eu o deixei aí no canto até quando descobrir alguma serventia pra ele, mas o que eu vou fazer com um vaso desse...
MERCADOR: E então qual vaso você vai levar.
COMPRADOR: Olha eu ainda to com muita dúvida. Eu vou pra casa e amanhã decido qual vaso eu levo.
MERCADOR: tudo bem amanham nós fazemos negócio
(o comprador sai de cena)
MERCADOR: Já é tarde, ta na hora de fechar a loja.
Bem vasinhos, amanhã um de vocês será vendido, mas qual?
(mercador sai de cena)
Cena 2
Depois que o mercador sai da loja todos os vasos acordam e começam a falar...
VASO DE OURO: Sem dúvidas serei eu! Afinal quem é melhor que eu, eu sou lindo, sou forte, sou resistente, e não há ninguém que não me aprecie.
VASO DE PRATA: De forma alguma, ele disse que queria um vaso pra usar, e você é muito pesado só serve de aparência. Eu sim sou o vaso ideal, além de ser bonito sou muito útil.
VASO DE PORCELANA: Você esta falando besteira, ele não quer um vaso tão trabalhoso como você, você vive perdendo o seu brilho, e tem que ser polido diariamente, mas eu preencho todos os requisitos que ele falou.
VASO DE OURO: Todos menos um!
VASO DE PORCELANA: Qual?
VASO DE OURO: Você não é resistente.
VASO DE PRATA: É isso mesmo, você vive se quebrando por qualquer coisa, você não serve...
VASO DE PORCELANA: Bem amigos todos nós temos alguma chance de ser comprado, mas olha aquele coitado, não serve pra nada.
VASO DE PRATA: Já foi devolvido varias vezes!
VASO DE OURO: E tá tão velho e tão rachado, que não serve nem pra jogar lixo.
Os vasos voltam a dormir enquanto o vaso de barro fala pra si mesmo:
VASO DE BARRO: Eu já fui um bom vaso, mas com o passar do tempo eu perdi o vigor, já fui muito usado, mas agora estou cansado e rachado, já não sirvo pra nada mais...
O vaso de barro começa a chorar e vai dormir.
Cena 3
Chegou o dia esperado, mercador abre a loja e todos os vasos ficam em pé esperando a decisão do comprador.
MERCADOR: Bom dia senhor, então qual vaso você vai levar.
O Comprador observa todos detalhadamente.
COMPRADOR: Então, eu já cheguei a minha decisão, o vaso que eu vou levar é o vaso de barro.
MERCADOR: Como assim! Eu tenho os melhores vasos do mundo a sua disposição, e você me diz que quer levar esse caco... me diz porque você não escolheu os outros?
COMPRADOR: O Vaso de Ouro é muito bonito e resistente, mas eu já estou cansado de usar esse tipo vaso.
Ele só tem aparência, por ser tão pesado tem também um coração duro, ele não ouve a minha voz e só faz aquilo que ele quer fazer; eu não preciso de aparência, eu preciso de alguém que ouça quando eu falo, e saiba discernir quando sou eu.
O Vaso de Prata é bem útil, e até sabe ouvir quando eu falo, mas por pouca coisa ele perde a sua essência e acaba ficando escuro, eu não quero um vaso trabalhoso como esse, eu não preciso de pessoas que tem dois pensamentos.
E o Vaso de Porcelana apesar de ser tão belo e útil, é muito frágil, e quando se quebra não tem mais conserto.
Eu vou ficar com o vaso de barro, porque apesar de ser tão simples ele sabe ouvir a minha voz e tem muita utilidade pra mim, e não me importa o quando quebrado ele esteja porque eu sou O OLEIRO e tenho capacidade de fazer dele um vaso novo.
MERCADOR: Mas Senhor, esse vaso não estar a venda, eu não quero mais ter dor de cabeça, ele já foi devolvido varias vezes ele só me dar trabalho.
COMPRADOR: Não tem importância eu compra mesmo assim, pago com o maior bem dessa terra, O meu Sangue, o sangue precioso de Jesus Cristo!
Final : Louvor...

Blog do autor Alan Pereira

Autores: 
Estilos: 
Temas: 
Diversos: